Livecycle Designer forms VS Acrobat forms

Você pode fazer formulários PDF com o Acrobat e com Livecycle Designer.

Mas então são duas ferramentas da Adobe com o mesmo objetivo? Sim e não. Cada uma tem os prós e contras mas tudo depende qual será a finalidade. Nesse post falarei sobre as características das duas tecnologias e alguns prós e contras.

Antes vejamos um pouco de história: AcroForms é o nome da tecnologia por trá dos formulários feitos no Acrobat. Foi construído baseado na especificação PDF e implementado pela primeira vez no Acrobat 3.0 e Javascritp somente na versão 3.2. Já a ferramenta Designer não foi criada pela Adobe, foi comprada de uma empresa chamada Accelio em 2002 e desde então vem implementando melhorias.

Desde o início o PDF foi desenvolvido para ser um documento final, um formato de apresentação com alta fidelidade nas cores e fontes. Isso é muito importante para entender os AcroForms. PDF é um formato pesado, não necessariamente em termos de bytes, mas em renderização. Renderizar um PDF involve complexos gráficos vetoriais, cores e fontes. O conteúdo básico de um PDF é estático e não tem nada de dinâmico. Feito para coisas como manuais, documentos arquivados, relatórios, tudo que é impresso, usado offline ou armazenado.

Mas isso não quer dizer que o PDF é todo estático. Apenas o conteúdo de fundo é estático. Funcionalidades dinâmicas, interativas são manipuladas por uma coisa chamada annotations. São “caixas” que flutuam acima da camada do conteúdo. Pode-se imaginar como se fossem janelas, cada uma lida com um tipo diferente de interatividade. Existem annotations de markup, player multimídia, 3D, links e claro, campos de formulários. Os annotations para formulários são a base da tecnologia AcroForms.

Resumindo, todos os recursos no Acrobat podem ser usados juntos. Podemos ter um enorme catálogo PDF e um formulário de pedido no final dele, bem como alguns outros botões para controlar um outro objeto 3D.

Mas existe um ponto que o Acrobat não é tão bom assim, no caso de formulários e mais especificamente de conteúdo dinâmico. Aí que entra o Livecycle Designer.

O Designer é uma ferramenta totalmente diferente do Acrobat, voltada somente para construção de formulários baseados na especificação XFA. Isso mesmo, “X” de XML, os forms feitos no Designer são no fundo um XML gigante como um HTML é para uma página web. E é por isso que as interações dinâmicas são possíveis.

Uma das maiores diferenças conceituais entre PDF e XFA é que no XFA todos os elementos estáticos como textos e gráficos estão no mesmo nível e são tratados da mesma forma que os campos do formulário. Lembre-se que em AcroForms o fundo é estático, os campos de um form flutuam sobre uma imagem fixa, ou seja, somente esses campos podem mover-se. Já no XFA a parte fixa move-se juntamente com a parte dinâmica. Este tipo de interação não é possível em AcroForms e é uma grande vantagem dos forms em XFA.

Outra vantagem é o fato de que o Livecycle Designer é uma ótima ferramenta de design para formulários. Com ele consegue-se alterar características mais detalhadas de um form, que é o que os Designers querem e que é escasso no Acrobat.

Só por curiosidade veja abaixo 2 figuras, a primeira é um campo texto no Acrobat e a segunda o campo texto no Designer.

acro_text1_field

Campo texto no Acrobat

xml_text_field

Campo texto no Designer

Finalizando, com o Designer você pode criar formulários em formatos que podem ser convertidos em HTML, o que o torna o melhor aplicativo a ser usado se você pretende publicar o formulário interativo em um site da Web para ser preenchido e enviado de um navegador. É possível integrar formulários PDF em processos existentes, vinculando-os a esquemas XML, arquivos XML de dados, bancos de dados e Web Services.

Se quiser saber mais, pode ver aqui e aqui.

É isso.

Anúncios

3 Responses to “Livecycle Designer forms VS Acrobat forms”


  1. 1 Barbara terça-feira, 12 março, 2013 às 6:38 pm

    Como faz para vincular os formulários editaveis em PDF a banco de dados estatísticos?

    • 2 Diego Silva terça-feira, 12 março, 2013 às 6:44 pm

      Olá!
      A primeira pergunta seria: para qual sistema de banco de dados você quer que os dados do formulários vão?
      Definindo o destino, é possível dizer como os dados podem ir pra lá.
      A partir dos formulários PDF, os dados digitados podem ser enviados de algumas maneiras, por exemplo, através de XML, conexão com WebServices e bando de dados.

  2. 3 Barbara quarta-feira, 13 março, 2013 às 2:09 pm

    Oi Diego!
    O banco de dados seria o PSPP, um software livre para análise estatísticas parecido com o SPSS da IBM. Você poderia informar um passo a passo?
    Desde já agradeço sua ajuda!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: